Urologia nasceu como especialidade médica, clínica e cirúrgica, abrangendo o diagnóstico,orientação, tratamento e acompanhamento de um grande número e complexidade de enfermidades congênitas ou adquiridas, infecciosas, traumáticas, tumorais ou degenerativas do sistema urinário, em ambos os sexos, adulto ou infantil e do sistema genital masculino.

  • Cirurgias e procedimentos  de urologia
  • Biópsia escrotal
  • Biópsia peniana
  • Eletrocoagulação lesões pênis
  • Frenulectomia
  • Hidrocele bilateral
  • Hidrocele unilateral
  • Hipospadia distal
  • Postectomia
  • Orquidopexia
  • Implante prótese peniana (prótese não inclusa)
  • Meatoplastia
  • Plástica de corpo cavernoso
  • Postectomia
  • Cauterização de condiloma
  • Vasectomia
  • Varicocele bilateral
  • Varicocele uniateral
  • Cistocopia
  • Doença de peyrone
  • Excisão cisto bolsa escrotal
  • Orquiectomia subcapsular bilateral
  • Orquiectomia subcapsular unilateral
  • Ureterolitotripsia flexível
  • Ureterolitotripsia percutânea
  • Ureterolitotripsia rígida
  • Uretroscopia
  • Meatoplastia

 

Abrange a próstata, pênis, vesículas seminais, epidídimo e testículos, tratando inclusive de enfermidades da sexualidade masculina, tais como: impotência, ejaculação precoce, infertilidade, entre outras.

Comumente relaciona-se a Urologia com “doenças ligadas ao homem”, porém, o sistema urinário, composto pelos rins, ureteres, uretra e bexiga é comum para ambos os sexos, apenas a uretra é mais longa no homem, desta forma, o urologista poderá tratar tanto homens quanto mulheres.

No entanto, a Urologia deverá ser separada da Nefrologia, pois esta última é considerada clínica, e cuida apenas de alguns distúrbios relacionados com a função renal defeituosa ou ausente, como por exemplo: nefrites, nefroses e insuficiência renal.

O médico urologista

A Urologia é um nobre campo de atuação da Medicina, o qual abrange, como pudemos observar um grande número de enfermidades relacionadas ao sistema urinário de ambos os sexos, em adultos e crianças, e mais especificamente em homens, no que se refere ao sistema genital masculino.

O Urologista poderá atuar em consultórios e clínicas, particulares ou público, atendendo e orientando inclusive na área de fertilidade conjugal. Para isso a sua formação deverá ter como base a faculdade de Medicina, com duração de seis anos, que consiste em ciclo básico ( disciplinas como farmacologia, anatomia e fisiologia), ciclo profissional ( escolha da especialidade: pediatria, ginecologia, urologia, etc.) e internato ou estágio ( no mínimo um ano em hospital, período integral).

Após este período há a fase de residência hospitalar, na área de Urologia, que dura aproximadamente dois anos, onde o recém-formado será assistido por uma equipe de especialistas e professores da área.

Sempre faz-se necessário lembrar que o aprendizado e a atualização deverão ser constantes, além disso, algumas qualidades como: bom-senso, ética profissional, sensibilidade, entre outras farão deste profissional um diferencial no mercado de trabalho.

Urologia